Pare o pêndulo

Fluxo e refluxo, ataque e contra-ataque, ação e reação, esquerda e direita…
Enquanto não houver consciência, o pêndulo irá balançar com igual força e intensidade de um extremo ao outro.


Não é uma questão política. 
É uma questão de consciência coletiva.


Somente quando a consciência coletiva estiver alinhada com o amor, a paz, a aceitação, a honestidade, e tantas outras frequências condizentes com unicidade, somente então, haverá uma sociedade equilibrada e justa.


Isso começa em mim. Eu cuido da minha expansão consciencial, quebro paradigmas, elevo minhas vibrações, me transformo naquilo que quero ver se manifestar fora de mim. 
A soma de cada consciência individual é o resultado da realidade coletiva de uma egrégora, de um grupo, cidade, país, planeta. Nós somos todos Um.


Nós vivenciamos o que somos, não o que elegemos.
Pare o pêndulo dentro de você, e estará ajudando a frear o pêndulo coletivo. Porque o que está fora é como o que está dentro. 


D.C.B
Publicado originalmente em 12/09/2018, em minha página pessoal no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *