Estruturas coletivas

Estruturas coletivas

Assim como o ódio constrói estruturas que podem prejudicar determinadas pessoas, o medo dessas mesmas pessoas envia tijolos que contribuem para essa construção. 
Porque através da imaginação, ambos alimentam energeticamente o mesmo cenário, e este, mesmo que a princípio fosse apenas algo hipotético, pela lei do magnetismo, passa a ter energia suficiente para se materializar.


Tudo começa na imaginação. O verbo se faz matéria. O sentimento aliado ao pensamento repetitivo cria o magnetismo que atrai exatamente aquilo que se teme (ou o que se quer), já que o Universo não julga, não faz distinção entre o que é bom ou ruim. 


A boa notícia é que, apesar de algumas construções terem efeito sobre um coletivo inteiro, somente serão atingidos aqueles que tiverem contribuído, na mesma proporção da energia que enviaram. 
É aquela velha história: “mil cairão ao teu lado, dez mil cairão à tua direita, mas tu não serás atingido”, porque não contribuístes com a construção daquela realidade.


Mas isso não significa que tal estrutura já esteja concretizada. Sempre há tempo. Sossegue seu coração. Utilize sua energia amorosa para construir o cenário ideal que mais alegra a sua alma. 
Independente de quem seja o engenheiro de uma obra, ela não se edifica sem ajuda de um coletivo.
Onde duas pessoas ou mais se unem em pensamento, sentimento e foco, há uma egrégora tão forte, capaz de criar novas realidades, e até mesmo sobrepor realidades aparentemente já instauradas.
Sois todos deuses.
– Com amor –


D.C.B
Publicado originalmente em 08/10/2018, minha página pessoal no Facebook
Créditos de imagem: Pixabay

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Instagram
Facebook
Receba novidades por Email
×
×

Carrinho

%d blogueiros gostam disto: