Aceitar não é concordar

Aceitar não é concordar

Quando se fala em aceitar tudo como é, não significa concordar com tudo. Mas sim, permanecer em estado de paz e confiança, buscando uma conexão com a Fonte e aguardando que ela inspire em nós, no momento certo, uma ação que gere ou contribua com a mudança que ansiamos em relação a determinado assunto. Ou seja, uma ação inspirada e não reativa.

Para diferenciar uma ação inspirada de uma ação reativa, basta analisar que tipo de sentimento a motiva. Tal ação só será alinhada com a Fonte e trará os melhores resultados, se for baseada em sentimentos de altas frequências, como o amor, a compaixão, esperança, alegria entre outros. Mas se tal motivação surge como uma reação a algo que nos abala o ego, então ela é apenas uma atitude inconsciente cujos frutos terão a mesma frequência daquilo que se deseja combater.

D.C.B.

Créditos da imagem: Pixabay

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *