Month: janeiro 2020

A percepção da dor

Enquanto você se agarrar ao que não é permanente, ao que reflete apenas as manifestações do seu ego, da identidade ilusória que você acredita ser, a vida vai doer.

Você poderá alcançar momentos de êxtase a partir do que é impermanente, mas dessa forma será lançado com a mesma intensidade para a polaridade inversa a ele. Isso inclui seus conhecimentos, seu corpo, suas conquistas, seus relacionamentos, bens, ideais, religião, valores... tudo aquilo que te leva a uma auto-imagem, mas não é você.

Então sua vida será esse vai e vem, esse pêndulo desgovernado que hora te leva ao céu, hora te leva ao inferno.

Mas quando você começar a vibrar alegre e harmoniosamente com aquilo que é permanente, imaterial, intangível, abrindo mão do apego a qualquer ideia, coisa ou pessoa, então você estará em fluxo com a vida em sua totalidade, de forma que não haverá mais percepção de dor, mas sim de que tudo está de acordo com a ordem universal da qual somos parte inseparável, e através da qual experienciamos a graça da existência.

DCB

Imagem: Pixabay

Um novo alvorecer planetário

Há algo muito maior acontecendo no campo energético coletivo, invisível a nossos olhos humanos, do que podemos imaginar.
Talvez você esteja passando por um momento de descrença e dúvidas sobre o que de fato nos espera neste novo ano, nesta nova década, nesse novo tempo.

Talvez você tenha buscado ou tomado conhecimento de diversos tipos de previsões, e elas podem ter assustado ou dado esperanças. Mas o que eu trago agora é algo que te mostra o momento sob um novo paradigma.

Tudo aquilo que sua alma vem esperando há tempos já está acontecendo. A nova era, um novo mundo, um novo alvorecer para o planeta está aqui e agora, disponível para ser revelado.

Depois de atravessar uma noite escura aparentemente infindável, toda a humanidade está diante de um amanhecer esplêndido. De longe já se vêem os raios de sol invadindo todo o horizonte. O céu se torna colorido e claro. A claridade avança com rapidez, invadindo todo o território que alcança, e também penetra nos cantinhos mais escuros. Já não há mais muitos pontos em que ela não tenha penetrado.

Mas neste momento muitos estão se perguntando: onde está esse alvorecer, que eu não consigo enxergar? Para todo canto que olho só vejo sujeira, ódio, miséria, sofrimento, destruição. Onde está?

Se você está enxergando todas essas coisas, é porque somente agora elas foram iluminadas. Caso contrário, você só veria um cenário ilusório e continuaria tateando cegamente pelos velhos caminhos já conhecidos.

Mas agora tudo se faz novo. Agora você vê o caos que estava escondido nas trevas. Você estava tão intensamente misturado a ele, que já não podia percebê-lo tal como é. A luz continuará avançando, não há volta. E a sujeira continuará se revelando à sua frente. A partir dela, você poderá começar a faxina, tanto no seu campo pessoal como no coletivo.

Mas você só conseguirá fazer a faxina se enxergar a luz e não apenas a sujeira, porque também é na luz que se podem enxergar as respostas, as ferramentas para o trabalho nesta nova realidade.

Neste momento há milhões de pessoas olhando para a sujeira e se desesperando por isso. Elas ainda não perceberam a luz, porque ela só é visível àqueles que retiraram as densas camadas ilusórias de seus olhos. Para isso é necessário coragem. É necessário acreditar que a luz existe e confiar plenamente nela. E mais que isso, para enxergar a luz, é necessário vibrar na mesma frequência, pois ela está acima desta densidade a que estamos acostumados.

Observe em que frequência você está vibrando e eleve-se. Tire o foco do caos e foque na vontade de estar na luz. Então, ela se revelará.
Dessa forma, a humanidade estará ainda por um tempo dividida entre dois mundos, vivenciando a dualidade de forma que alguns estarão cada vez mais afundados no lixo visível e todos os aspectos que o contornam, enquanto outros estarão conscientes da luz e tomarão a frente no processo de limpeza, trazendo por fim a materialização do mundo novo tão esperado.

Ninguém disse que seria fácil. Eis a previsão para o ano: a cada dia haverá mais luz, e também será revelada mais sujeira. Ela precisa vir à tona para ser retirada. Aquilo que parece o ápice do pavor, da destruição e do desamor, é também a porta da transformação. Você escolhe o que vai enxergar e como vai vibrar.

Mas não se demore, pois um novo alvorecer planetário é um espetáculo que ocorre nos céus, na terra e nos corações despertos, quando a grande maioria dos humanos ainda está dormindo.
Desperte e assista!

D.C.B.

Um novo alvorecer planetário é um espetáculo que ocorre nos céus, na terra e nos corações despertos, quando a grande maioria dos humanos ainda está dormindo.

Imagem: Pixabay

Você está sendo manipulado

Se todo o seu conhecimento se baseia somente nas fontes tradicionais de ensino como escola, faculdade, igreja, família, cultura midiática como TV, Revistas, Jornais etc, você está sendo manipulado.

A informação que liberta não vem do sistema, pois ele se alimenta da ignorância humana em torno de sua verdadeira natureza e capacidade transformadora.

Busque além. Busque no improvável, no desconfortável, no inacreditável, no que aparenta ser impossível. Busque dentro de si. A sua sabedoria interior reconhece as verdades e mentiras, você só precisa permitir que ela te mostre.

Porque é exatamente ali que está a chave para a verdade que quebra as correntes que te prendem à ilusão e ao sofrimento.

D.C.B.

Imagem: Pixabay

A verdade absoluta

Enquanto permanecermos na condição humana, precisamos compreender que não estamos em posição de saber qual é a verdade absoluta. Por isso, cada um de nós é portador de uma verdade parcial, individual e única, e a verdade de cada um é o que define as suas vivências.

A verdade dos demais não precisa interferir na nossa, nem a nossa deve servir de base para julgamentos em relação a eles.

A alma que encontrou a sabedoria aceita todos como são e segue seu caminho transbordando a luz amorosa que ilumina as estradas escuras por onde passa.

Ela não anseia ter sua verdade aceita, apenas a vivencia. Aí está o seu poder transformador.

D.C.B

Imagem: Pixabay

Rolar para o topo