A percepção da dor

A percepção da dor

Enquanto você se agarrar ao que não é permanente, ao que reflete apenas as manifestações do seu ego, da identidade ilusória que você acredita ser, a vida vai doer.

Você poderá alcançar momentos de êxtase a partir do que é impermanente, mas dessa forma será lançado com a mesma intensidade para a polaridade inversa a ele. Isso inclui seus conhecimentos, seu corpo, suas conquistas, seus relacionamentos, bens, ideais, religião, valores… tudo aquilo que te leva a uma auto-imagem, mas não é você.

Então sua vida será esse vai e vem, esse pêndulo desgovernado que hora te leva ao céu, hora te leva ao inferno.

Mas quando você começar a vibrar alegre e harmoniosamente com aquilo que é permanente, imaterial, intangível, abrindo mão do apego a qualquer ideia, coisa ou pessoa, então você estará em fluxo com a vida em sua totalidade, de forma que não haverá mais percepção de dor, mas sim de que tudo está de acordo com a ordem universal da qual somos parte inseparável, e através da qual experienciamos a graça da existência.

DCB

Imagem: Pixabay

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Instagram
Receba novidades por Email
×
×

Carrinho

%d blogueiros gostam disto: