alma antiga

Envolva-se – compromisso x envolvimento

Em sua maioria, as pessoas não nos conhecem, apenas nos imaginam. Nos tratam de acordo com a falsa imagem que criaram de nós, muitas vezes nos negando o direito de existir como somos. Isso é uma violência contra o ser.

Envolver-se é tirar o véu ilusório e enxergar as pessoas como são, libertando-as da obrigação de atenderem às nossas expectativas.

Envolver-se é permitir que o outro exista de verdade, que ele se deixe conhecer.
Quando você se envolve, salva alguém do não existir socialmente.

Envolver-se é permitir que o outro exista de verdade, que ele se deixe conhecer.
Quando você se envolve, salva alguém do não existir socialmente.

Não há envolvimento sem entrega profunda. Nenhuma amizade ou relacionamento resiste sem oportunidade de expressão livre, aberta e verdadeira.

Envolvimento não requer compromisso. O envolvimento não requer regras, apenas o bem querer, o interesse verdadeiro, a troca mútua, a vulnerabilidade e a aceitação plena, sem amarras e sem expectativas.

Os envolvidos se sentem e se permitem interagir quando há vontade, espaço, energia e possibilidade.

Comprometer-se é o simples cumprir de regras sociais vazias de vida. Envolver-se é leve, acolhedor, libertador.

Envolva-se.

DCB

Você é a luz deste mundo

Este é o momento para o qual você vem se preparando. Percebe que há algo diferente em você desde que se conhece como ser humano? Percebe que há alguma sabedoria te mostrando que algo muito maior te mantém nessa existência?

Se em algum momento sua confiança se estremeceu, sua luz enfraqueceu, não sinta culpa. São apenas manifestações da própria experiência humana para a qual você se voluntariou.

Agora é hora de se recordar quem é. Alma antiga, é hora de Ser. Silencie, relembre de sua essência divina que flui através de cada uma de suas células.

Foi pra isso que você se preparou. Não há o que temer. Faça o que for necessário para preservar este corpo, seu templo individual que acolhe a sua vida humana, mas lembre-se que você tem uma missão, e está aqui em função dela, não do seu ego.

Não tema perder tudo aquilo que nunca te pertenceu. A maior dádiva é habitar este corpo físico enquanto for possível, mas não nos apegarmos a ele. E sim, utilizá-lo como meio para cumprir a missão de apenas Ser, neste momento, a luz que dissipa toda a treva, toda a ilusão, todo o medo.

É um reset. Uma reinicialização. Deixe ir o que não faz mais sentido. Permita que o novo te preencha de dentro para fora. E acima de tudo, coragem! Lembre-se que está aqui a serviço do seu Plano Maior. Nada te levará daqui até que você cumpra aquilo que programou para sua própria jornada.

Guarde no coração a certeza de que haverá um momento de partida para todos nós para os planos sutis, mas ele só chegará de acordo com o que cada alma tenha consentido por livre escolha, ainda que sua mente não esteja consciente disso.

Você é a luz deste mundo. Recorde-se disso e permita-se existir no amor, que neste momento é o único objetivo e o caminho para fazermos novas todas as coisas. Agora é a hora de seguir o coração.

d.c.b.

Você é a luz do mundo

Imagem: Denise Bruno Studio

A percepção da dor

Enquanto você se agarrar ao que não é permanente, ao que reflete apenas as manifestações do seu ego, da identidade ilusória que você acredita ser, a vida vai doer.

Você poderá alcançar momentos de êxtase a partir do que é impermanente, mas dessa forma será lançado com a mesma intensidade para a polaridade inversa a ele. Isso inclui seus conhecimentos, seu corpo, suas conquistas, seus relacionamentos, bens, ideais, religião, valores... tudo aquilo que te leva a uma auto-imagem, mas não é você.

Então sua vida será esse vai e vem, esse pêndulo desgovernado que hora te leva ao céu, hora te leva ao inferno.

Mas quando você começar a vibrar alegre e harmoniosamente com aquilo que é permanente, imaterial, intangível, abrindo mão do apego a qualquer ideia, coisa ou pessoa, então você estará em fluxo com a vida em sua totalidade, de forma que não haverá mais percepção de dor, mas sim de que tudo está de acordo com a ordem universal da qual somos parte inseparável, e através da qual experienciamos a graça da existência.

DCB

Imagem: Pixabay

Estamos humanos

Estamos humanos.

Viemos para viver profundamente cada experiência.

Depois, vamos embora.

Nada permanecerá além do amor que fomos capazes de oferecer.

Estamos humanos

D.C.B.

Imagem: Pixabay
Rolar para o topo