alma

Lembre-se de quem você é

Quando dizemos que você não veio para evoluir, mas apenas se lembrar que você é, significa que essa lembrança não virá como memórias da mente humana. Não virá como recordação de fatos, momentos vividos ou vidas passadas.

Virá como um "sentimento" de unidade. Um sentimento de que tudo o que existe não está separado, mas é uma extensão de você. E a partir desse momento sua vida já não será comum. Será impossível viver como se nada ao seu redor fosse sua responsabilidade.

Portanto, recordar-se é sentir que não há separação entre você e o mundo, as pessoas e a existência.

Quando você se "recordar", até mesmo sua alimentação, o seu vestir e agir serão manifestações de profundo amor pela vida como um todo. Você não terá dúvidas, não terá medo, terá apenas a inspiração de ser no mundo a manifestação da unicidade.

Não espere que essa consciência venha de um nível mental, tradicional, óbvio, para então se sentir agente de um novo mundo. Conecte-se com o improvável, o invisível, o inexplicável. Pois nada de novo virá da mente física. Ela só trabalha com o que é conhecido.

Mas a recordação da unicidade vem da alma. E ela só é acessada através da não-mente. Silencie, observe e sinta.

D.C.B

lembre-se de quem você é

Em que se baseiam suas decisões e ações?

Você toma suas decisões com base no medo ou na coragem? No amor ou na reatividade?

Os seus resultados virão de acordo com a sua energia emanada. Decisões baseadas no medo trarão situações que confirmem o seu medo, as baseadas no amor trarão situações que confirmem o amor, e assim por diante.

Não seja reativo. Olhe profundamente para dentro do seu ser e descubra quais as reais necessidades para a sua vida. A sua alma sempre irá direcionar para o caminho do amor, da ação inspirada e não na ação reativa a algum acontecimento externo que tenha ferido o seu ego.

D.C.B

Rolar para o topo