almas antigas

A expansão de consciência é irrevogável

O problema de se tornar consciente de algo, é que automaticamente você passa a ter responsabilidade por suas escolhas em torno daquilo.

Por mais que continue se apoiando mentalmente sobre as antigas justificativas, crenças e hábitos, agora você já está preso ao que conhece e, uma vez tendo conhecido a verdade, já não é possível voltar atrás.

Nenhuma consciência pode regredir ao ponto anterior. A expansão de consciência é irrevogável.

Dessa forma, em relação ao assunto do qual se tornou consciente, você continua tendo total liberdade para escolher entre fazer o que precisa ser feito ou continuar fazendo o que fazia antes.

Mas se optar por seguir o caminho inverso à expansão, sua consciência emitirá vários alertas de perigo em forma de emoções conflitantes e criará pontos de atração, que vão gerar situações que causem sensações desagradáveis, a fim de que você reprograme a sua rota.

É por isso que a maioria das pessoas opta por não buscar respostas, não questionar sobre o que comem, assistem, vestem, pensam, repetem mecanicamente em suas rotinas.

Porque consciência é compromisso com o novo, com a quebra de paradigmas e hábitos até então considerados normais, dentro de um sistema de controle onde pensar diferente é considerado loucura, cruelmente punido com a exclusão social e rejeição.

Mas ainda assim, há aqueles que tomaram a frente e se voluntariaram no processo de expansão, mudando a si próprios, e estão criando um mundo novo de dentro para fora.

Nisso está o seu poder.

D.C.B

A sua maior missão agora

Os últimos acontecimentos devem ter tirado o seu estado de equilíbrio por algum momento, ou mesmo por grande parte do tempo. É possível que de alguma forma, o sistema tenha conseguido sufocar você, mesmo após tanto tempo nesse processo do despertar pelo qual passou nos últimos anos.

Mesmo tendo alcançado a clareza e esteja em pleno processo de expansão de consciência, você deve ter desanimado, sentido medo, se entregado à grande onda de pavor que tomou conta do planeta.

Mas você não precisa sentir culpa por ter se desequilibrado. Sua atual experiência humana te permite sentir as dores da humanidade. Mas não foi para isso que você veio.

Você veio porque em algum momento, antes de nascer e habitar pela primeira vez neste planeta, você se voluntariou para experienciar o processo de expansão de consciência de Gaia e da humanidade, em conjunto. Você se voluntariou para ser parte disso tudo isso como agente e não como vítima.

Enquanto voluntário, você sabia que tudo o que experienciasse seria agregado ao seu processo de expansão individual de forma irrevogável e mais rápida do que se permanecesse nos planos mais sutis. Você sabia que haveria percepção de dor, mas a sua decisão de participar do projeto por amor foi mais forte do que o medo.

Isso significa que tudo o que você está experienciando hoje é parte da sua escolha. Apesar de parecer uma imposição, você tem o livre arbítrio para mudar suas decisões a qualquer momento.

Porém, é imensamente necessário que você se recorde que, sendo uma alma voluntária, antiga, portadora de uma missão individual e coletiva, está sempre no lugar certo, na hora certa, fazendo a coisa certa. A não ser quando você se esquece de sua verdadeira essência. E ainda assim, está sempre sendo guiado a retomar o caminho planejado.

É por isso que é importante se lembrar que você pode se adaptar à momentânea situação e se ajustar aos acontecimentos, buscando manter sua saúde e sua vida através dos devidos cuidados com o seu templo, com a convicção de que a experiência é passageira, mas a expansão é permanente.

Por isso, quando os sentimentos de baixas vibrações insistirem em se manifestar no seu interior, lembre-se que a Fonte criadora existe através de você.

A sua missão aqui neste plano tem sido fortemente guiada por Ela, especialmente quando você está com o coração cheio de esperança e amor. O que poderia acontecer de errado com a própria Fonte, que está utilizando como meio o seu templo, o seu corpo, a sua individualidade, para fazer cumprir esse processo de transição?

Não há nada mais importante do que a missão que assumiu consigo e com a Fonte ao se voluntariar para esta existência. Portanto, nada do que aconteça com você, por mais assustador ou incompreensível que seja, está contra o seu plano Superior. Você não será retirado deste templo antes de ter cumprido o planejado. E, se já a tiver cumprido, por que motivo desejará permanecer? A vida nunca acaba. Ela flui em você, independente de ter um corpo físico ou não.

Cumpra os protocolos, faça o melhor para preservar a vida, mas não mergulhe na desesperança. Apenas permita que se manifeste o Ser que vem se preparando ao longo de muitas vidas para este momento.

Não há nada de grandioso a ser feito. A missão não se trata de fazer, mas de Ser. Quando você se recordar quem é, nada mais poderá te impedir de irradiar a luz que ajudará a dissipar toda treva que se instalou.

Ser luz, buscar a autorrealização e a alegria incondicional. Essa é a sua maior missão. Já é tempo de se lembrar.
Eleve seus olhos e inspire a vida que flui através de você.
Ela te mostrará o caminho.


Nota da autora:

Esse texto foi escrito originalmente em abril de 2020, bem no início da quarentena aqui no Brasil. Por motivos de força maior, por consequência de acontecimentos em minha vida pessoal, não consegui publicar na época. Em maio de 2020 gravei um áudio com o conteúdo da mensagem e disponibilizei um vídeo no no nosso canal do YouTube.

Depois de quase um ano, senti que era o momento de compartilhar este texto em sua forma original, por escrito. Pois tenho certeza que muitos estão passando por momentos de dúvidas sobre sua real missão, e talvez essa mensagem possa trazer algum conforto.

Com amor,

D.C.B

Sugestões de posts similares que possam interessar

Você é a luz deste mundo

Este é o momento para o qual você vem se preparando. Percebe que há algo diferente em você desde que se conhece como ser humano? Percebe que há alguma sabedoria te mostrando que algo muito maior te mantém nessa existência?

Se em algum momento sua confiança se estremeceu, sua luz enfraqueceu, não sinta culpa. São apenas manifestações da própria experiência humana para a qual você se voluntariou.

Agora é hora de se recordar quem é. Alma antiga, é hora de Ser. Silencie, relembre de sua essência divina que flui através de cada uma de suas células.

Foi pra isso que você se preparou. Não há o que temer. Faça o que for necessário para preservar este corpo, seu templo individual que acolhe a sua vida humana, mas lembre-se que você tem uma missão, e está aqui em função dela, não do seu ego.

Não tema perder tudo aquilo que nunca te pertenceu. A maior dádiva é habitar este corpo físico enquanto for possível, mas não nos apegarmos a ele. E sim, utilizá-lo como meio para cumprir a missão de apenas Ser, neste momento, a luz que dissipa toda a treva, toda a ilusão, todo o medo.

É um reset. Uma reinicialização. Deixe ir o que não faz mais sentido. Permita que o novo te preencha de dentro para fora. E acima de tudo, coragem! Lembre-se que está aqui a serviço do seu Plano Maior. Nada te levará daqui até que você cumpra aquilo que programou para sua própria jornada.

Guarde no coração a certeza de que haverá um momento de partida para todos nós para os planos sutis, mas ele só chegará de acordo com o que cada alma tenha consentido por livre escolha, ainda que sua mente não esteja consciente disso.

Você é a luz deste mundo. Recorde-se disso e permita-se existir no amor, que neste momento é o único objetivo e o caminho para fazermos novas todas as coisas. Agora é a hora de seguir o coração.

d.c.b.

Você é a luz do mundo

Imagem: Denise Bruno Studio

A percepção da dor

Enquanto você se agarrar ao que não é permanente, ao que reflete apenas as manifestações do seu ego, da identidade ilusória que você acredita ser, a vida vai doer.

Você poderá alcançar momentos de êxtase a partir do que é impermanente, mas dessa forma será lançado com a mesma intensidade para a polaridade inversa a ele. Isso inclui seus conhecimentos, seu corpo, suas conquistas, seus relacionamentos, bens, ideais, religião, valores... tudo aquilo que te leva a uma auto-imagem, mas não é você.

Então sua vida será esse vai e vem, esse pêndulo desgovernado que hora te leva ao céu, hora te leva ao inferno.

Mas quando você começar a vibrar alegre e harmoniosamente com aquilo que é permanente, imaterial, intangível, abrindo mão do apego a qualquer ideia, coisa ou pessoa, então você estará em fluxo com a vida em sua totalidade, de forma que não haverá mais percepção de dor, mas sim de que tudo está de acordo com a ordem universal da qual somos parte inseparável, e através da qual experienciamos a graça da existência.

DCB

Imagem: Pixabay

Sementes da nova era

É porque você passou muito tempo tentando se mudar para se sentir aceito. Mas no fundo isso nunca aconteceu. Nem você conseguiu se mudar, nem os outros conseguiram te conhecer completamente.

Porque você veio mesmo pra ser o que é. Essa pessoa estranha, desencaixada, desconexa, nobre alma portadora das sementes da nova era.

Lutar contra isso a vida toda te tirou do fluxo, te fez sentir desconectado da Fonte e isso levou a um esgotamento. Então sua essência se cansou de ser reprimida e se manifestou como ferida. Deixe-a doer. Enquanto dói, ela mostra onde quer ser acolhida, compreendida e curada.

A única aceitação possível é aquela que vem de dentro. Aceite-se e assuma sua missão.

D.C.B.

Porque você veio mesmo pra ser o que é. Essa pessoa estranha, desencaixada, desconexa, nobre alma portadora das sementes da nova era.

Imagem: Pixabay

Rolar para o topo